Dicotomias

Memórias, contos & Poesia

quinta-feira, 8 de maio de 2014

O Meu Caminho - Por Hélder Gonçalves






caminho, agora, sereno,
Pela estrada da vida.
Seguindo
Com os meus silencios.
Paz interior.
Os meus  sonhos,
a minha verdade…
as certezas do que faz sentido,
na tranquilidade dos justos.
Assim, alcançar as estrelas
Procurando o Divino
Para aí parar!
Na bagagem – a beleza,
refletiida no teu olhar:
tão bonito –
que me prende,
me abraça
me amarra,
e me faz ficar!

Maio 2014


A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores