Dicotomias

Memórias, contos & Poesia

segunda-feira, 16 de março de 2015

Os Sons da Natureza - por Hélder Gonçalves





Poeta gosta do sol da luz e cor
Também do calor e da alegria
Sonhar sentado no leito do rio
Manso borbulhar, doce torpor
Dos sentidos retidos na magia
Paz suprema, paraíso sem frio

Sons naturais das aves voando
Silêncio supremo - mãe Natureza
Aí o poeta encontra o seu lugar
Dar largas ao que está sonhando
Daquilo que tem a total certeza:
Amor - caminho certo, a cultivar!





Hélder Gonçalves
Março 2015










A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores