Dicotomias

Memórias, contos & Poesia

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Naquele Dia Pela Tarde - Por Hélder Gonçalves




Naquele dia pela tarde,
foste a minha princesa.
Na escadaria do castelo,
acenavas, em feliz alarde,
sentimentos duma certeza,
exuberantes, soltos, ao leu !

Por uma vida tão desejada-
Tranquilas cumplicidades.
Pensamentos trocados.
Uma outra vida almejada.
Esquecidos, em  felicidades,
nos  escolhos já tropeçados

Naquele dia, pela tarde
Fostes a minha raínha
Preencheste o meu vazio,
para sempre, sem alarde.
 Branco espaço eu tinha:
 Agasalhaste,  o meu frio





A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores