DICOTOMIAS

MEMÓRIAS, CONTOS E POESIA

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Contradições




POESIA


Do muito ler – confesso, para aprender
Também, navegar na internet o saber,
De ilustres pensadores – ensinamentos:
escritos, poemas, tanto criam, nos oferecem:
são tantos, que deuses, mais parecem -
 o mundo está  cheio e bem rico de teoria,
puros ideais que perfilham em idolatria,
paraíso nesta Terra, então, se esperaria!


Mas ai! - Porque então tanto mal vejo:
espalhado por esse mundo - que antevejo?
menos bondade,altruísmo e humildade,
inveja, ciumes, malquerenças  em quantidade.
Porquê então, tal e imensa contradição
Se eu reparo em todos, tanta erudição?
Acreditem, isto me dá muito que pensar:
Se, o  Homem, de seus valores, apregoar:
Antes, de teorias, melhor, as devia praticar!


Julho 2013

A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores