DICOTOMIAS

MEMÓRIAS, CONTOS E POESIA

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Gestos e Desgostos








Direi que ao invés das dores
Da impiedade na alma que tinha
Das feridas, tormentos e pudores
Amnésia amaldiçoada tão minha

Na roda da labuta – Perdida a Fé
No eco da lógica irracional
Talvez terror de mais um pontapé
Tentativa tola, vã e anormal

Óh saudade do que jamais fui
Nem mesmo em sonhos loucos
Desvario torto – Assim se conclui
Exausta, descansar precisarei um pouco

  Finalmente
   Finalmente
    Finalmente
     Isso
        Somente !


Ronilda David/Loubah Sofia

A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores