DICOTOMIAS

MEMÓRIAS, CONTOS E POESIA

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

No dia da Morte de Um grande Amigo






13-Fev.-2015

AS ÁRVORES MORREM DE PÉ

Homenagem ao meu grande Amigo Francisco Cabral







Francisco Cabral - Sempre !




AMIZADE
 Quando eu tropecei e caí – deste-me a mão,
meu bom amigo.
Pelo teu braço me levaste junto a bom porto
e me acolheste.
Sem perguntas, tibiezas, duvidas ou sermão:
deste-me abrigo.
Em vez da dúvida, houve certeza – deste conforto,
assim escolheste.
Ao faze-lo, seguiste o caminho do coração -
assim eu te digo:
que a amizade existe - no teu exemplo e exorto,
num mundo agreste,
antes, escolhendo  o prenuncio duma oração,
contigo agora sigo.
Com valores e sentimentos, nada estará morto

Se a amizade escolheste.




A Sala do Tempo Parado

A Sala do Tempo Parado
Só quem não viveu não tem histórias para contar

Seguidores